As tendências crescentes de viagem e turismo em 2018

As tendências de viagem do ano passado são as realidades de viagem deste ano. Então quais são as tendências que vão guiar a economia de viagem do próximo ano? Analisamos a pesquisa e reunimos as maiores tendências de viagem de acordo com os mais recentes relatórios da indústria* para te mostrar aquilo a que deves estar atento em 2018. Eis o que esperar neste ano que começa em comparação com as tendências de 2017.

Destinos inexplorados

Face ao problema crescente de excesso de turismo nas grandes cidades à volta do mundo, os viajantes vão começar a procurar cada vez mais no próximo ano os destinos menos percorridos. O crescimento rápido do turismo em cidades como Amesterdão, Paris e Veneza tem feito com que os habitantes locais se sintam expulsados das suas próprias cidades, com os visitantes a apoderarem-se das ruas, espaços públicos e até habitação, o que naturalmente diminui a qualidade de vida dos residentes.

Com isto em mente, haverá cada vez mais viajantes a optar por destinos que são semelhantes às grandes cidades, mas menos concorridos e menos caros. Em vez de seguir a rota do turista até Barcelona, por exemplo, cidades com ofertas culturais impressionantes, como Sevilha e Valência, serão os próximos destinos na lista.

Ferramentas como a pesquisa por Qualquer Destino da momondo permitem aos viajantes ver num mapa os preços para destinos alternativos. Para usar a função Qualquer Destino, pesquisa um voo na momondo escolhendo o teu aeroporto de partida e escrevendo ‘qualquer destino’ na caixa de destino. Seleciona as tuas datas e clica em pesquisar para descobrires uma lista de novos destinos ordenados por preço e localização no mapa.

Ler mais: As férias em Espanha: 10 dias de San Sebastián até ao Sul de Espanha.

Turismo gastronómico autêntico

 Cozinha americana-mediterrânea no Jack’s Wife Freda em Nova Iorque © foodslu

Cozinha americana-mediterrânea no Jack’s Wife Freda em Nova Iorque © foodslu

No ano passado o mais importante era comer as refeições que ficassem melhor no Instagram (abacate e mais abacate) e ir aos restaurantes mais aclamados. O futuro do turismo gastronómico está, no entanto, em passar das experiências caras para experiências culinárias mais genuínas. Visitar mercados locais e jantar com habitantes locais nas suas casas (facilitado por sites como o EatWith e Meal Sharing) serão os grandes focos de interesse para viajantes a explorar novos destinos.

Serão até planeadas férias inteiras em torno da comida, com destinos escolhidos com base na sua oferta culinária. O Japão será de particular interesse no próximo ano para os viajantes gulosos, graças à sua cozinha única, mercados tradicionais e experiências gastronómicas temáticas inovadoras.

Ler mais:

A conquista é o novo experimental

As viagens já não se resumem à visita de marcos históricos e riscar países da lista. Uma das tendências de viagem emergentes no próximo ano será a viagem de conquista. Os viajantes fartos de fazer sempre a mesma coisa irão procurar experiências de viagem que lhes permitam alcançar um objetivo ou concretizar algo inédito.

Situações desafiantes como completar uma maratona pela primeira vez, subir ao Monte Kilimanjaro ou fazer o Caminho de Santiago terão um papel determinante na escolha de destino para os viajantes no ano que vem.

Isto é semelhante à tendência de viagem experimental do ano passado, que era focada na imersão na cultura local, interagindo com a comunidade e desenvolvendo um conhecimento e compreensão aprofundados do lugar. Mas no próximo ano haverá mais atenção ao que podes conseguir de ti mesmo do que aquilo que podes retirar da comunidade.

Ler mais: As melhores maratonas do mundo

Trabalho e viagem

 Trabalhar das 9 às 5 todos os dias não é tão mau assim quando és um viajante a tempo inteiro

Trabalhar das 9 às 5 todos os dias não é tão mau assim quando és um viajante a tempo inteiro

Em vez de continuar com a tendência deste ano de combinar negócios com lazer, os viajantes de negócios em 2018 irão estender o conceito a períodos de tempo ainda mais longos. Hoje em dia há mais liberdade que nunca para alongar estadias profissionais por mais um par de dias, ou até semanas para viagens pessoais, daí a tendência ter descolado no ano passado.

No entanto, no próximo ano alongar uma viagem de negócios por uns dias não vai chegar. Trabalhar a tempo inteiro, ou até em part-time, como nómada digital por um mês ou mais será a nova voga.

Com acesso a Wi-Fi fiável em quase todo o planeta, avanços nas ferramentas de comunicação online e espaços de co-working profissionais nas grandes cidades à volta do mundo, será mais fácil que nunca viver e trabalhar em sítios diferentes por períodos mais longos. Os programas como o Remote Year ajudam a facilitar estas experiências.

Ler mais: Dicas de um viajante a tempo inteiro

Hotéis focados na comunidade

Muitos hotéis irão focar os seus esforços no próximo ano em criar grandes espaços comuns para os seus hóspedes, em vez de aumentar o tamanho de quartos individuais. Os viajantes de hoje em dia procuram cada vez mais alojamento com espaços designados para confraternizar e socializar, à semelhança do conceito de hostel.

Estes espaços de lounge abertos serão o ponto de foco para viajantes sociais que procuram o conforto e privacidade de um hotel, com a vantagem adicional de poder conhecer pessoas novas. Os hotéis Moxy do Marriot, por exemplo, estão equipados com lounges desenhados especialmente, com bartenders e cafés abertos 24 horas.

Nova tecnologia de hotel

Investir em nova tecnologia será uma das grandes prioridades dos hotéis no ano que vem. Muitos hotéis irão dedicar maiores orçamentos, em particular, a melhorar os seus serviços de Wi-Fi, com velocidades mais rápidas e bandas mais largas.

Numa tentativa de tornar mais simples e harmoniosa a estadia dos seus hóspedes, os hotéis irão investir em coisas como inteligência artificial, check-in e check-out automático e aplicações móveis que respondem às necessidades dos hóspedes dentro e fora do hotel.

Uma tal app é a Hilton Honors, que permite aos hóspedes pedir serviço de quarto, marcar tratamentos spa e até organizar transporte para o aeroporto a partir dos seus telemóveis. Com acesso fácil às amenidades e serviços do hotel na palma da mão, os hóspedes podem personalizar a sua estadia enquanto o pessoal do hotel se foca na sua experiência.

Viagem multigeracional

 As famílias de todas as idades irão viajar cada vez mais em conjunto em 2018

As famílias de todas as idades irão viajar cada vez mais em conjunto em 2018

As viagens a solo foram um dos grandes temas de 2017, especialmente para as mulheres. Continuará a haver mais opções e inspiração para viajar sozinho no ano que vem, mas em 2018 veremos um grande pico de interesse na viagem multigeracional.

Membros de famílias de todas as idades, incluindo pais, filhos e avós, irão viajar para reestabelecerem os seus laços e criarem juntos novas memórias. As opções para todas as idades serão uma necessidade para as marcas, alojamento e atividades de viagem, que terão de satisfazer mais que uma faixa etária.

Viajar de forma consciente é o que está a dar

A viagem sustentável era um dos chavões mais usados em 2017, mas o novo termo de viagem em 2018 será a ‘viagem consciente’. Enquanto viajar de forma sustentável foca-se sobretudo na pegada ecológica do viajante e na economia local, a viagem consciente inclui um elemento adicional de comunidade. Mais que em qualquer outra altura, os viajantes terão consciência do seu impacto na economia, bem como nas vidas das pessoas que residem nos destinos que estão a visitar. Para além de fazer um esforço consciente para fazer visitas amigas do ambiente e comprar produtos biológicos nos mercados locais, os viajantes vão gastar o seu dinheiro de forma a beneficiar a economia e comunidade local, em vez de beneficiar as grandes corporações e as empresas de investimento estrangeiro. Isto inclui optar por hotéis de charme em vez de grandes cadeias e lojas locais em vez de centros comerciais internacionais.

Marca voos baratos
Reserva os hotéis

Estas são as tendências de viagem e turismo para 2018. Certifica-te que fazes este tipo de turismo nas melhores cidades europeias a visitar em 2018 e que planeias estas viagens corretamente e com tempo, ao ver o calendário de feriados em 2018.
*A informação para este artigo foi recolhida de fontes líderes da indústria de viagem incluindo o Skift.com, o Intrepid Travel, o Travel Weekly, o US News e o Adventure Student Travel