Road Trip nos Estados Unidos: Descobre a região dos desfiladeiros do sudoeste americano

Liga o motor, abastece-te de galões de água, e põe-te a caminho das autoestradas intermináveis do sudoeste americano. Os melhores meses para explorar a região dos desfiladeiros no Colorado, no Utah, em Nevada, e na Califórnia são do princípio de Setembro a princípios de Novembro, ou de Março a princípios de Maio, evitando os verões abrasadores e os invernos surpreendentemente frios. Vais estar a queimar borracha ao longo de cerca de 3.515 quilómetros, por isso projecta umas duas ou três semanas para teres tempo suficiente para dedicar a cada destino.

Nasceres-do-sol estonteantes e escaladas épicas são só alguns exemplos daquilo que verás pelo caminho. Entrega-te à curiosidade e descobre todos os tesouros escondidos do deserto. Buzina ao som da nossa playlist ’canyon cruisin’’ – está na hora de uma road trip pelos Estados Unidos!

Ler mais: Prepara-te para a tua viagem com as nossas 17 dicas essenciais para uma road trip

Denver, Colorado

A viagem começa em Denver, no Colorado – a ‘Mile-High City’. Antes de te pores à estrada, reúne os essenciais. Vais sentir-te frequentemente tentado a comer ao ar livre no meio da paisagem fascinante dos desfiladeiros, por isso enche uma lancheira térmica de sanduíches e snacks para levar nas caminhadas. É imprescindível que te abasteças de água para fazer escaladas – e porque as bombas de gasolina e mercearias ao longo da estrada podem ser poucas e dispersas.

Visto que estás bem preparado e levas protector solar, sapatos de caminhada e roupa para todo o tipo de condições ao ar livre, vais ter tempo de sobra para espreitar o museu Molly Brown House, uma casa particular vitoriana transformada em museu dedicado à Margaret Brown, filantropa e sobrevivente do desastre do Titanic. Denver > Black Canyon: 420 km

Procurar voos para Denver

Black Canyon do Parque Nacional de Gunnison, Colorado

 Encara a vastidão escura do Black Canyon

Encara a vastidão escura do Black Canyon © Ken Lund

A seguir a Denver vem o Black Canyon do Parque Nacional de Gunnison. Esculpido pelo Rio Gunnison, o desfiladeiro, com as suas paredes de pedra escuras e íngremes, é visualmente impressionante. Os trepadores de rochas destemidos testam os seus limites, rastejando até alturas vertiginosas ao longo de paredes quase verticais.

Para os que preferem manter os pés assentes na terra, opta por uma das muitas escaladas à volta das Margens Norte e Sul. Para o princípio da viagem, começa com calma no trilho ‘Rim Rock Nature’ de dois quilómetros na Margem Sul. Como o nome indica, há muita natureza com que te familiarizares, bem como aberturas cénicas que permitem vistas espectaculares do desfiladeiro e do Rio Gunnison alguns 600 metros abaixo.

Dica extra:Tem em atenção que há ursos, e mantém as tuas provisões seladas e supervisionadas.

Black Canyon > Canyonlands: 330 km

Parque Nacional Canyonlands, Utah

 A partir do Trilho Mesa Arch, desfruta de vistas espectaculares sobre as Canyonlands vermelhas

A partir do Trilho Mesa Arch, desfruta de vistas espectaculares sobre as Canyonlands vermelhas © Paxson Woelber

O nome fala por si – em Canyonlands (Terra dos Desfiladeiros) encontras desfiladeiros de arenito erodido extraordinários, uma verdadeira meca para alpinistas, fãs de rafting e ciclistas de montanha. Um bom primeiro saborzinho da zona é uma escalada fácil de oito quilómetros de ida e volta de Mesa Arch, um buraco que forma um arco no arenito que se debruça sobre os penhascos.

Dirige-te para a ‘Island in the Sky’ (A Ilha no Céu), um dos quatro distritos de fácil acesso e a apenas 40 minutos de carro da cidade de Moab, tornando-a uma das maiores atracções de Canyonlands. A vista sobre o Rio Green que se serpenteia pela paisagem de desfiladeiros e buttes avermelhados é uma óptima forma de decidir qual actividade queres fazer a seguir.

No Cataract Canyon, testa as águas brancas sob a confluência dos rios Colorado e Green, fazendo rafting ao logo de 22 quilómetros de rápidos poderosos e velozes. Canyonlands proporciona também trilhos de todos os tamanhos e feitios para montanhistas de qualquer pedigree.

Para alojamento, terás de regressar a Moab. Contudo, se tencionas passar a noite durante a tua visita a Canyonlands, terás de reservar uma licença de pernoite (recomenda-se que seja feito com antecedência se planeias visitar durante as épocas altas da Primavera e do Outono.

Na vizinhança, espreita o Parque Nacional Arches para mais ciclismo de montanha por trilhos de rochas lisas e arcos erodidos.

Canyonlands > Glen Canyon: 300 km

Área de Recreação Nacional de Glen Canyon, Utah

 Depois de explorar o Glen Canyon, não há nada que se compare ao pôr-do-sol sobre o Lago Powell

Depois de explorar o Glen Canyon, não há nada que se compare ao pôr-do-sol sobre o Lago Powell

Fazendo fronteira com Canyonlands, o Rio Colorado flui através do Glen Canyon NRA e assenta no reservatório artificial do Lago Powell. Admira as paredes de desfiladeiro íngremes enquanto remas um caiaque pelo vasto lago ou esperando pacientemente que um robalo de boca grande morda o teu isco.

Para quem tenha um dia inteiro livre, sobe à margem para um dia de escalada. Caminhos mais fáceis incluem Moqui Canyon ou Forgotten Canyon – este último leva-te até às ruínas de um Pueblo fixado nas paredes do desfiladeiro. Vais encontrar também desfiladeiros estreitos que requerem frequentemente perícia em rapel e orientação de percurso, por isso são recomendados para pessoas com experiência técnica ou que levem um guia.

Podes, no entanto, aventurar-te para dentro do Smith Fork, um desfiladeiro estreito, mas não tecnicamente exigente, com uma vista recompensante do lago em baixo. Tudo isto num dia, acabando com um pôr-do-sol inesquecível sobre o lago!

Glen Canyon > Floresta Nacional de Dixie: 400 km

Floresta Nacional de Dixie e Bryce Canyon, Utah

 Para formações rochosas inacreditáveis, vai até à Floresta Nacional de Dixie

Para formações rochosas inacreditáveis, vai até à Floresta Nacional de Dixie

Fãs de ‘hoodoos’ (formações rochosas em forma de pináculo), estejam atentos – a Floresta Nacional de Dixie é a rainha das formações rochosas. Goza a rota panorâmica pelo distrito de Powell Ranger onde, entre os pinheiros, as formações rochosas verticais ejectam do chão, dando ao caminho a alcunha de Little Bryce.

O Parque Nacional de Bryce Canyon em si espera-te a uma hora de carro para uma aventura ao cair da noite – visitas guiadas à luz da lua cheia. Considerado um dos céus mais escuros da região, a caminhada nocturna proporciona um momento tranquilo de comunhão entre ti, o céu estrelado e os bichos noctívagos. Como as caminhadas são obviamente planeadas durante as luas cheias para não serem precisas lanternas, terás de te organizar em conformidade com as condições.

Floresta Nacional de Dixie > Antelope Canyon: 250 km

Antelope Canyon, Arizona

 Escorrega pelos corredores estreitos de Antelope Canyon

Escorrega pelos corredores estreitos de Antelope Canyon

Com as suas curvas cor-de-rosa e cor-de-laranja, o Antelope Canyon é sem dúvida o mais fotogénico destas beldades do Sudoeste. Junta-te aos raios de sol que tentam encontrar o seu caminho ao longo das intermináveis fendas em espiral. A parte superior do Antelope Canyon não requer escalada mas a parte inferior apenas é acessível através de uma escadaria de metal.

No entanto, ambos os desfiladeiros implicam slalom ao longo de zonas estreitas e ambos requerem participação numa visita guiada para explorar os seus lindíssimos corredores esculpidos por inundações repentinas. Os fotógrafos irão apreciar a luz que filtra pelos desfiladeiros nos meses de Verão ao fim da manhã, embora qualquer hora do dia revele uma palete surreal de tons mostarda, carmesim e até púrpura.

Para quem esteja em busca de um desafio, o Antelope Canyon Ultra; um percurso de 55 quilómetros pelo trilho de Horseshoe Bend, o desfiladeiro estreito de Waterholes e o trilho de Page Rim, é adrenalina pura garantida.

Ler mais: Espreita as melhores maratonas à volta do globo

Antelope Canyon > Canyon de Chelly: 260 km

Monumento Nacional Canyon de Chelly, Arizona

 A Spider Rock ergue-se solitária no meio do colossal Canyon de Chelly

A Spider Rock ergue-se solitária no meio do colossal Canyon de Chelly

Dentro das fronteiras da nação Navajo, e gerido cooperativamente pelo Navajo tribal Trust e os Serviços do Parque Nacional, o Canyon de Chelly está rodeado da história das tribos indígenas iniciais. Faz o caminho de carro pela Margem Sul para vistas ao longo do desfiladeiro surpreendentemente verdejante e aventura-te à caminhada de duas horas até à ruína de White House – habitações anciãs aninhadas num nicho na parede.

Enquanto lá estiveres, porque não passear a cavalo pelo piso térreo do desfiladeiro com um guia Navajo autorizado para descobrires a Spider Rock, um alto pináculo rochoso, enquanto vês as paredes do desfiladeiro ao alto, em vez de olhares para baixo?

De volta à estrada, um pequeno desvio contornando Flagstaff levar-te-á até Sedona, um enorme vórtex de energia que se diz ter poderes curativos. Sobre a colina de Mystic Vista, com a tua nova pedra curativa pendurada ao pescoço, absorve a vista impressioante de buttes arranha-céus que se desenrolam pelas planícies de arbustos sedentos

Canyon de Chelly > Grand Canyon: 420 km

Parque Nacional Grand Canyon, Arizona

 Não há nada mais grandioso que o Grand Canyon – testemunha a Margem Norte antes de fechar para o Inverno

Não há nada mais grandioso que o Grand Canyon – testemunha a Margem Norte antes de fechar para o Inverno

O Grand Canyon não precisa de apresentações, e merece inteiramente o seu lugar na lista de desfiladeiros incríveis a visitar. As caminhadas ao longo da margem tanto ao nascer como pôr-do-sol são um espectáculo garantido de cores e luz, ou então relaxa, escolhendo talvez uma das voltas de shuttle pela Hermit’s road, com paragens para desfrutar das vistas de pontos de observação diferentes. Para uma vista panorâmica total sobre a queda de 900 metros, Mather Point ou Rim Trail são a tua melhor aposta.

Embora na ponta oposta do desfiladeiro, se quiseres sentir que estás a flutuar sobre o panorama todo, o Skywalk, uma plataforma de vidro que sobressai da margem em Grand Canyon West, é a pièce de resistance. O Verão tende a atrair as multidões à medida que os trilhos gelam no Inverno e a Margem Norte fecha, por isso o Outono é a estação ideal para aproveitar ao máximo esta beleza grandiosa.

A tua próxima paragem – ou caminho – é muito menos mística, mas pode, por vezes, parecer definitivamente assombrada. Este pequeno trecho da Route 66 que desvia da I-40 em Seligman está repleto de bombas de gasolina abandonadas e terras fantasma como Peach Springs. Poderás reconhecer alguns dos marcos – o filme de animação Cars foi inspirado pela bomba de gasolina abandonada John Osterman Shell Station e há outros marcos abandonados por perto.

Grand Canyon > Red Rock Canyon: 465 km

Área de Conservação Nacional de Red Rock Canyon, Nevada

 Fica à coca de tartarugas do deserto Red Rock Canyon

Fica à coca de tartarugas do deserto Red Rock Canyon

Fazendo concorrência ao Las Vegas strip em matéria de o que ver e fazer é o vizinho Red Rock Canyon. A presença de várias comunidades nativo-americanas de há centenas de anos deixaram a sua marca, encontrando-se numerosos petróglifos na área. Os trepadores podem conquistar Red Rock com escaladas do fácil ao difícil ancoradas à volta do site. As temperaturas podem chegar a uns escaldantes 40°C, por isso leva bastante água.

Uma visita à área de conservação no Deserto Mojave é uma visita que vale a pena. Lá poderás descobrir plantas locais comuns como as Árvores de Josué ou Yuccas, e ver o habitat de tartarugas do deserto protegidas no centro de visitas. Depois de um dia longo, mereceste um duche relaxante e uma noitada na cidade a explorar outros picos – muito diferentes – como a réplica da Torre Eiffel ou a Stratosphere Tower. Red Rock Canyon > Death Valley: 200 km

Procurar voos para Las Vegas

Parque Nacional Death Valley e Desolation Canyon, Califórnia

 Marte – ou Zabriskie Point em Death Valley?

Marte – ou Zabriskie Point em Death Valley?

Como qualquer coisa saída do Star Wars, o deserto árido de 3,4 milhões de acres de Death Valley – um dos mais secos parques nacionais – está à tua disposição para deambulares. O calor do Verão aqui é levado a sério, onde o isolamento e garrafas de água vazias podem rapidamente transformar-se num cenário assustador, possivelmente fatal. Tem muitíssimo cuidado nesta zona, e leva mais água do que a que achas que vais precisar.

Perto do centro de visitas, ao pé de Badwater Basin, fica o Desolation Canyon. A par com o bem intitulado Artist’s Palette (uma colina de sedimento vulcânico multicolor), o desfiladeiro fez de facto de palco para várias cenas do Star Wars Episódio IV: Uma Nova Esperança. Usando degraus esculpidos na roda e deslizando ao longo de curvas apertadas, podes explorar o desfiladeiro desolado e sem vida e ver se consegues encontrar um Bantha.

Não percas o The Racetrack, onde as rochas serpenteiam ao longo do leito do lago graças a camadas finas de gelo que formam e depois derretem, deixando marcas. Para testemunhares o relevo do Lago Manly seco que formou o terreno erodido no chão do deserto, dirige-te para Zabriskie Point, também palco do filme epónimo.

Death Valley > Los Angeles: 470 km

Los Angeles, Califórnia

Ao longo da estrada do deserto a caminho de LA, não hesites em refrescar-te nas bancas de fruta fresca e lojas de ‘jerky’. Fica à coca da comunidade com o nome interessante de Zzyzx (procunciado Zai-zix), a caminho de Barstow, onde encontrarás o Termómetro mais Alto do Mundo, relembrando-te do clima abrasador do deserto fora do teu veículo com ar condicionado.

Uma peculiaridade extra para acrescentares às tuas memórias da road trip pode ser uma visita rápida ao não-tão-refrescante Parque Aquático Rock-a-Hoola abandonado, fechado desde 2004 – o teu Instagram vai ficar maluco com os escorregas de piscina delapidados e outras atracções enferrujadas.

Um último petisco genuinamente americano antes de apanhares o avião? Faz uma paragem em San Bernardino para um banquete no primeiro McDonalds de sempre e dá um passeio pela história do fast-food através das recordações vintage espalhadas pelas paredes. És agora um americano honorário e um verdadeiro sobrevivente do universo dos desfiladeiros. Parabéns!

Procurar voos para Los Angeles

Extensão total da road trip: 3.515 km*

À procura de inspiração de viagem? Janta em estilo em Los Angeles antes de ires para casa espreitar mais ideias para road trips.
*Distâncias aproximadas com base em informação do Google Maps