Céus noturnos cheios de cor: descobre os melhores lugares para ver a aurora boreal

Não há fenómeno natural tão fascinante quanto a dança resplandecente das luzes da aurora boreal. Das ilhas bravas da Escócia às planícies nevadas da Gronelândia, mostramos-te os melhores lugares para veres as Luzes do Norte.

Não sabes por onde começar? Experimenta a Pesquisa por qualquer destino da momondo para veres até onde te leva o teu orçamento.

Pesquisa voos com o nosso mapa interativo

Fairbanks, Alasca, EUA

Põe-te confortável e espera para ver o espetáculo de luzes em teu redor

A 65 graus de latitude, Fairbanks fica mesmo abaixo da «aurora oval»: a melhor região para contemplar a aurora. Dirige-te para Cleary Summit numa noite sem luar para um espetáculo épico de luz verde néon, ou então vai de carro até ao silencioso Parque Nacional Denali para um espetáculo privado. Podes também ver as luzes enquanto relaxas nas termas de Chena Hot Springs, ou ainda nos campos nevados da Ilha Nunivak. A melhor altura para ver as luzes é entre agosto e abril, mas marca a tua viagem para março para aproveitares os dias mais longos e as temperaturas ligeiramente menos frias.

Marca voos para Fairbanks

Tromsø, Noruega

Não é preciso saíres de Tromsø para vislumbrares a beleza da Aurora

Há 25 anos que a aurora é celebrada como convém no festival Northern Lights. Tem lugar ao longo da última semana de janeiro e proporciona música de alta qualidade com as luzes da aurora como pano de fundo. Dá um pezinho de dança ao som de jazz ligeiro ou deixa-te maravilhar pela extensão vocal de um soprano enquanto admiras as deslumbrantes fitas luminescentes que rabiscam o céu, naquilo a que os locais chamam «o teatro da natureza».

Em dias nublados podes ver uma versão artificial das Luzes do Norte no museu da Universidade de Tromsø. Enquanto estiveres pela cidade, explora a história polar de Tromsø no Museu Polar e admira a vista da estação superior do teleférico.

Marca voos para Tromsø

Ilha de Skye, Escócia, Reino Unido

A Ilha de Skye proporciona lugares de primeira fila para ver o espetáculo de luzes da Natureza

O nome muito apto desta ilha escocesa revela o que está para vir: condições insuperáveis para observar as estrelas e testemunhar o incrível espetáculo de luzes da aurora.

Escassamente habitada e albergando nove dark sky discovery sites, é o lugar ideal para avistar aquilo a que os escoceses chamam as «mirrie dancers». Segue para o famoso farol de Neist Point e encontras um miradouro selvagem, ou experimenta os Shulista Croft Wigwams na Península de Trotternish. A península é rica em formações rochosas como Old Man of Storr e Quiraing, que são dignas de uma expedição diurna. Além disso, castelos antigos e ruínas intrigantes pontuam a paisagem verdejante, dando-te muito para explorar enquanto esperas pela chegada da aurora.

Sabe mais: não saias do país sem embarcar na rota do whisky – a nossa road trip pela Escócia.

Marca voos para Inverness

Nellim, Finlândia

Apenas neve e um espetáculo de luzes inesquecível na Lapónia finlandesa

A apenas nove quilómetros da fronteira russa, na Lapónia finlandesa, Nellim é uma aldeia despretensiosa com um segredo bem guardado: é um lugar perfeito para ver a aurora boreal. Aninhada entre floresta e picos cobertos de neve, a aldeia data da Idade da Pedra e está embebida em cultura Sami. Deixa-te maravilhar pelas luzes nas margens do lago Inari, segue para a ponte Paatsjoki para um ponto de vista idílico ou instaala-te num iglu de vidro para uma experiência descontraída. A boreal rodopiante é visível mais de 200 noites por ano, por isso prepara a máquina fotográfica.

Guarda algum tempo durante o dia para caminhares na neve pela taiga e depois afasta o frio com uma sessão de sauna tradicional.

Marca voos para Ivalo

Parque Nacional Idaho Panhandle, Idaho, EUA

Leva uma camisola quente e espera – as luzes do norte não tarda aparecem

Na ponta mais a norte do Idaho Panhandle, este parque nacional é um lugar remoto e sereno para viver a experiência da aurora boreal. A cerca de 80 quilómetros da fronteira com o Canadá, é um cenário verdejante e montanhoso sem poluição luminosa. Monta o tripé nas margens do enorme Priest Lake, um lago de água quente, e captura as luzes refletidas no espelho de água. Durante o dia podes avistar ursos, veados e alces enquanto circulas pelo lago. A pesca, a vela e os passeios de barco também fazem parte do programa. Se for a temporada certa, podes ainda colher mirtilos ou ir à caça de cogumelos.

Marca voos para Spokane

Akureyri, Islândia

Admira o espetáculo de luzes a partir da segunda maior cidade da Islândia, Akureyri

A aurora boreal tem um passado folclórico neste lugar gelado: diz-se que são anjos a dançar no céu.

No norte da Islândia, Akureyri é a segunda maior cidade do país e é um belo lugar giro para explorar enquanto esperas que a noite traga a aurora. Cafés boémios, restaurantes com pinta e pequenas galerias ladeiam as ruas, todas alimentadas pelo Eyjafjörður, o fiorde mais comprido da Islândia. Ao escurecer, aconchega-te na florestada Kjarnaskógur, a plataforma de observação no monte Vadlaheidi, ou no resort de esqui mesmo ao lado para vislumbres magníficos das luzes. Pelo caminho, serás tentado por piscinas, geladarias e cervejarias locais.

Se quiseres mais aventuras, voa até à Ilha Grímsey, mesmo ao lado do Círculo Polar Ártico.

Planeias explorar mais a Islândia? Lê o nosso guia para uma road trip pela Islândia.

Marca voos para Akureyri

Yellowknife, Territórios do Noroeste, Canadá

Admira o espetáculo de luzes - Yellowknife, Canadá

Do outono ao inverno, a antiga cidade mineira de Yellowknife proporciona um espetáculo da aurora sem igual.  Aqui encontras encantadoras casas-barco e estruturas ecléticas que vão de chalés de madeira a teepees aninhados num cenário de pinheiros verdejantes e águas cristalinas. Os céus expansivos da região garantem 90% de probabilidade de avistar as luzes. Admira-as enquanto passeias numa mota de neve ou aprimora as tuas competências fotográficas com uma aula de fotografia especializada.

Marca voos para Yellowknife

Abisko, Suécia

Dá um passeio noturno por Abisko e deixa que a Aurora venha ao teu encontro

Mesmo por baixo da Oval Auroral, Abisko tem um microclima de céus limpos que assegura uma experiência resplandecente. A Aurora Sky Station proporciona ótimas condições para avistar o fenómeno, mas, se quiseres evitar os turistas, desce à zona do porto e desfruta tranquilamente do espetáculo.

Para te afastares da poluição luminosa, há visitas organizadas até ao Parque Nacional de Abisko e às circundantes montanhas de Kiruna – algumas operadoras até facultam máquinas fotográficas para poderes capturar o momento. Convém fazer reserva com antecedência ou planear a visita fora da época alta.

Marca voos para Kiruna

Murmansk, Rússia

Vê as Luzes do Norte a partir da cidade de Murmansk no norte da Rússia=

É verdade que a aurora boreal só é avistada umas 15 a 20 vezes ao longo do inverno russo, por isso as probabilidades não são tão favoráveis quanto numa viagem à Escandinávia. Mas quantas pessoas podem dizer que viram a aurora num lugar tão remoto quanto este cenário frígido e impiedoso? Situada no extremo noroeste do país, Murmansk fica a 32 horas de comboio de São Petersburgo. Ou, se não tens tempo a perder, podes apanhar um avião. Enquanto esperas que chegue a noite, visita o Lenine, o primeiro quebra-gelo do mundo alimentado a energia nuclear, e explora a mão-cheia de museus da cidade.

Marca voos para Murmansk

Inishowen, Irlanda

Malin Head proporciona vistas estonteantes enquanto esperas pela Aurora

Com pouca poluição luminosa, esta península pitoresca oferece vistas magníficas das Luzes do Norte com a brava costa atlântica como pano de fundo. Experimenta Malin Head, Dunree, Mamore Gap e Dunaff para as melhores hipóteses de avistamento. Para aventuras diurnas, sobe a uma bicicleta ou aluga um carro e faz o percurso Inishowen 100, uma rota cénica assinalada. Fort Dunree, Slieve Snaght, Knockamany Bends e Five Fingers Strand: valem todos a pena. E não te esqueças de parar num pub local para uma refeição aconchegante.

Marca voos para Donegal

Longyearbyen, Noruega

Graças à noite polar, podes ver a Aurora a qualquer altura do dia

Mais a norte que a cidade de Longyearbyen, no arquipélago de Svalbard, não há. Situado 900 quilómetros a norte do território continental norueguês, este local proporciona oportunidades únicas para ver a aurora. Quando chega a noite polar, poderás até vislumbrar as luzes verdes fluorescentes enquanto almoças. A Baía de Adventfjorden também oferece oportunidades fotográficas impressionantes. Se tiveres a sorte de apanhar um bocadinho de luz solar durante a viagem, explora as grutas de gelo sob um glaciar ou faz um passeio de barco para explorar a paisagem ártica.

Marca voos para Longyearbyen

Kangerlussuaq, Gronelândia

Sai para a rua e deixa-te envolver pelas cores no céu

Uma antiga base militar americana, Kangerlussuaq é o melhor sítio na Gronelândia para ver a aurora boreal – conhecida aqui por um nome que se traduz como «almas a jogar à bola».  A «porta de entrada para a Gronelândia», este destino remoto é do mais tranquilo que existe. 300 dias de céu limpo por ano e um posicionamento perfeito, mesmo no meio do cinturão da aurora. Aqui a neve é a regra, por isso planeia excursões com temática de Inverno. Passa os dias a andar de tobogã ou trenó, a ver se encontras bois-almiscarados, a velejar entre enormes icebergues ou a caminhar suavemente sobre a calota glaciar. Kangerlussuaq é também sede de Kellyville, instalações-radar utilizadas para investigar fenómenos astmosféricos, incluindo a aurora boreal.

Marca voos para Kangerlussuaq