As melhores praias da Costa Rica

Não tens de adorar praia para adorar a Costa Rica, mas – com quase 300 a abraçar a costa deste país – ajuda. As pessoas vêm de todo lado durante os meses secos de Novembro a Abril para experimentar o surf, passear e apanhar sol nesta terra tropical da América Central.

Então, onde é que deves estender a tua toalha? Aqui vai a nossa lista das melhores praias costa-riquenhas que não podes mesmo perder!

Praia de Santa Teresa, Puntarenas

Uma trupe de pescadores tenta apanhar peixes exóticos na frente de praia.

Apesar do influxo turístico que tem varrido a Península de Nicoya, a Praia de Santa Teresa mantém um charme simples e até tradicional. Ainda se conseguem encontrar ‘ticos’ (um termo afectuoso para os nativos da Costa Rica) a deambular pela costa de Santa Teresa e a acender o churrasco para servir peixe fresco aos veraneantes.

Os insistentes ventos ‘off-shore’ significam que a Praia de Santa Teresa oferece do melhor surf de toda a América Central. Se as ondas estiverem demasiado agitadas, podes sempre abraçar o teu Tarzan interior com uma vista guiada à selva que ladeia o areal deslumbrante.

Praia Naranjo, Guanacaste

A lindíssima Praia Naranjo no noroeste da Costa Rica

Não vais encontrar um areal mais branco que na criminosamente subvalorizada Praia Naranjo, conhecida como a pérola pristina do Golfo de Papagayo.

Situada na província noroeste de Guanacaste, ao lado da metrópole concorrida de Liberia, esta praia escondida é o lugar certo a visitar quando queres escapar do mundo lá fora e dizer um olá à Mãe Natureza.

Atrás da praia, a tentação é o chamamento do Parque Nacional de Santa Rosa. Lançado em 1791, é a mais antiga zona de reserva natural de todo o país, e oferece um olhar sobre o ecossistema único da Costa Rica, além de toda a flora, fauna – como os pássaros e preguiças – tropical que aqui habita.

E até a ti te vai parecer que aqui moras. Sem um único hotel à vista, se queres experimentar estas maravilhas terás de montar a tua tenda num dos óptimos parques de campismo da reserva.

Parque Nacional Manuel Antonio, Puntarenas

Um pequeno grupo de veraneantes descansa e nada na Praia Manuel Antonio, Costa Rica.

A mais pequena e discutivelmente melhor área de conservação oferece não uma mas quatro magníficas praias – a Espadilla Sur, a Manuel Antonio, a Escondido e a Playita.

A poucas horas do aeroporto de San José, e conhecido como um dos locais turísticos mais acarinhados do mundo, as visitas ao parque estão limitadas a 600 pessoas aos dias de semana e 800 aos fins de semana. Não só significa que a vida animal exótica – que inclui iguanas, preguiças e os protegidos macacos-esquilos – consegue viver em relativa solidão, como que as praias ladeadas de amendoeiras são elas próprias livres de magotes de veraneantes barulhentos.

Dica extra: quando cair a noite, faz o caminho de 7 quilómetros de moto-quatro pela costa fora até à alegre vila de Quepos, ponto de encontro para os noctívagos entre os bares e as excelentes casas de repasto.

Praia Avellana, Guanacaste

Um grupo de surfistas prepara-se para entrar no mar.

Esquece as ondas de 6 metros o ano inteiro, a razão verdadeira para visitar esta costa arenosa é pela lenda da porca de 400 quilos chamada Lola.
Esta linda porquinha foi em tempos a estrela desta agradável tira de praia em Guanacaste, e podia ser encontrada ou esparramada ao lado dos cocktails do ‘Lola’s beach bar’ ou a deambular ao redor da escola de surf, ou mesmo a molhar os pezinhos nas águas límpidas da Avellana.

A Lola já era, mas atrás dela veio a herdeira do trono-presunto, a Lolita, cuja presença ajuda a dar uma contagiante atmosfera excêntrica e divertida à Praia Avellana.

Em suma, é a praia mais amigável da Costa Rica. Junta-te à comunidade de surfistas, expatriados e mochileiros debaixo do sol glorioso que nunca deixa de brilhar nesta parte da Costa do Ouro.

Ilhas de Catalina

Um homem a fazer 'snorkelling' junto do recife de coral das Ilhas de Catalina

A apenas 30 minutos de barco de Flamingo, as vinte ilhas que compõem o arquipélago dos ‘Gatos’ de Catalina, este lugar é muito mais do que apenas um pedaço agradável de sol e areia. Com ondas relativamente plácidas a chegar à rebentação, o que as pessoas vêm realmente fazer às ilhas dos Gatos é mergulhar e descobrir o que está por baixo da superfície arroxeada do mar.

Cardumes de peixes e de exemplares da vida marinha são encontrados a viver entre os recifes de coral, incluindo barracudas, peixes-anjo riscados de Cortez, mantas enormes e tubarões tigre.

De volta à terra, os Gatos oferecem uma mistura de areal virgem e praias de pedrinhas que são óptimas para fazer caminhadas. Atenta às centenas de tartarugas marinhas que costumam vir aqui descansar e pôr os seus ovos.

Puerto Viejo, Limón

Um cavaleiro troteia ao longo da vazia Praia Cocles.

Onde é que consegues ir apanhar sol na praia de manhã, aventurar-te numa visita a uma plantação de chocolate, explorar um habitat de borboletas à tarde, ir dar um passeio a cavalo ao fim do dia e ainda ir curtir para as discotecas à noite? Só pode ser em Puerto Viejo.

Aqui chove muito mais, no leste da Costa Rica, o que ajuda ao crescimento das selvas tropicais abundantes providenciadas pelos Parques Nacionais de Cahuita e Manzanillo e a costa em redor.

Claro, as praias são do mais puro branco, a água é morna e o surf de 6 metros é altamente, mas o melhor elemento da costa de Puerto Viejo são as pessoas que aqui vivem. A mistura populacional inclui comunidades afro-caribenhas, índios, ticos e os indígenas Bribri, vivendo todos juntos em harmonia, partilhando o amor pela terra a que chamam lar.