13 coisas que provavelmente não sabias sobre a Alemanha

Pondo de parte todos os estereótipos que a apresentam com uma nação de ordem e extrema eficiência, nós achamos que há muito para aprender e adorar na Alemanha.

Testa-te a ti mesmo com estes 13 factos interessantes sobre a Alemanha, um país diverso e entusiasmante no coração da Europa.

1. Alemanha, Germany, Deutschland, Alemania, Tyskland, Niemcy… qual é que é?

Espreita a vila de Heidelberg na Renânia, Alemanha/Germany/Deutschland/Alemania.

Espreita a vila de Heidelberg na Alemanha/Germany/Deutschland/Alemania.

Dependendo da língua que falas, a terra dos Teutões é conhecida por muitos nomes, mas porquê?

Como de costume, a história leva-nos atrás no tempo até ao Império Romano, quando estes italianos aprimorados primeiro se aventuraram até à Renânia no oeste do país. Dependendo de a quem perguntavam, as várias tribos vizinhas do território que agora compõem a Alemanha moderna davam respostas diferentes.

Entre elas, havia nomes diferentes como “Mudos”, “Vizinhos” ou “Pessoas da Floresta” nas suas respectivas línguas da altura. Séculos mais tarde, e apesar de alguma imprecisão factual, a maior parte dos países ainda usa os termos originais. Se fores visitar e estiveres na dúvida, vai com Deutsch.

2. Não podes ser punido por fugir da prisão

No século XIX, a legislação da Alemanha reconheceu o “instinto básico humano” de querer ser livre e foi decidido que a fuga da prisão em si não poderia ser punida. No entanto, isto não inclui crimes cometidos durante a fuga.

Ler mais: Os melhores hotéis-prisão do mundo

3. “Sie liebt dich, yeah, yeah, yeah!”

Os Fab Four mantêm o rock vivo em Hamburgo. © JLH PHOTO

Os Fab Four mantêm o rock vivo em Hamburgo. © JLH PHOTO

A maior parte dos fãs da música sabem que a carreira dos Fab Four arrancou à volta do red light district de Hamburgo, o Reeperbahn, no início dos anos sessenta. A banda passou aqui os seus primeiros anos supostamente a viver atrás de uma cortina num cinema e a tomar banho nos urinóis adjacentes antes de todos à excepção de um membro serem deportados por várias razões.

O George Harrison, “O Caladinho”, foi deportado por ser menor, enquanto o Paul McCartney, “O Giro”, e o baterista original Pete Best foram expulsos do país sob acusações criminais relacionadas com pegar fogo a um condomínio.

4. A primeira loja de comida do mundo nasceu aqui

Entra na Meca das salsichas no Wurstkachl.

Entra na Meca das salsichas no Wurstkuchl em Regensburg.

Enquanto noutras partes o Império Inca ainda não existia, a taberna de Regensburg, hoje chamad Cozinha de Salsichas Regensburg (‘Wurstkuchl’), é a loja de comida (ou restaurante de fast-food, se preferires) mais antiga do mundo, em operação contínua desde 1146 AD!

Enquanto a verdadeira fabricação de salsichas desta taberna só está documentada a datar do século XIX, a dedicação nacional às salsichas – com mais de mil variações – é incontestável.

Ler mais: As melhores cidades para quem adora comer

5. Eles inventaram imensa coisa

dandy-horse-história-alemã

Monta o teu dandy horse! © Gun Powder Ma

Os prolíficos Alemães têm às costas uma longa lista de invenções impressionantes, nalguns casos até mudando as regras, como quando conseguiram de alguma forma transformar a forma do clássico tabuleiro de xadrez numa estrela e pô-lo à venda no mercado Americano como “Chinese Checkers”.

Para além desta e outras invenções menos surpreendentes normalmente atribuídas à Alemanha, como a impressão de livros, a fabricação de cerveja, automóveis, bicicletas, motores a jacto, o Zepelim, a insulina, a aspirina, as gomas Gummi Bear e o infantário, também nos trouxeram as lentes de contacto. Foi um oftalmologista nascido em Marburgo chamado Adolf Eugen Fick que, em 1888, inventou as primeiras lentes ópticas alternativas a usar óculos.

6. Faz a tua transmissão – só não aqui

Mais desnorteante que passar uns dias no Oktoberfest, o Youtube Alemão é preciso ver para acreditar.

Apesar dos melhores esforços dos fãs de música autóctones, 61% dos vídeos no Top 1000 do YouTube foram censurados na versão Alemã do site. Embora a razão verdadeira não seja oficialmente conhecida, suspeita-se que quem esteja por trás do assunto seja a GEMA — a organização Alemã para os direitos de espectáculo e de autor. Seja qual for o resultado, se o teu objectivo de vida é tornares-te uma sensação online, não comeces pela Alemanha.

7. Nascido nos EUA?

Levis-factos-estranhos-alemanha

Pessoas Alemãs famosas? Levi Strauss: Nascido na Alemanha, renascido nos EUA. © flickrohit

Nascido Löb Strauss na Baviera, o criador das prototípicas calças Americanas emigrou para os Estados Unidos aos 18 anos. Depois lá mudou o seu nome para Levi e conseguiu a patente para aplicar botões especiais nos pontos de tensão das calças de trabalho. O que acabou por se tornar numa ideia milionária.

Apesar do sucesso que obteve no seu país adoptivo, ele é ainda muito amado na sua minúscula terra natal de Buttenheim, que, em 2000, abriu um museu em honra do rei da ganga.

Tal como a família Strauss, a escritora de livros infantil Judith Kerr e o pintor Lucian Freud fizeram uma peregrinação semelhante e acabaram em Inglaterra onde mais tarde se tornariam parte integrante da cultura britânica.

8. Oh, Tannenbaum

Tem um natal fogoso na Alemanha.

Tem um natal fogoso na Alemanha.

Apesar de toda a especulação, a origem exacta da tradição do Yuletide continua a ser debatida. Uma das opções é o reformador Protestante do século XVI Martin Luther. No entanto, a maioria concorda que a tradição tem origem cedo na história da Alemanha.

Era só uma questão de tempo antes das pessoas começarem a juntar uma dose de perigo às festividades, com alemães a juntarem velas e decorações comestíveis às árvores de natal que rapidamente se espalharam pelo mundo. Contudo, a maior parte das culturas abstém-se de usar velas verdadeiras, restando uma minoria de tradicionalistas na Alemanha e em alguns outros países Europeus que arriscam acabar com uma véspera de Natal em chamas.

Ler mais: Tradições de Natal à volta do mundo

9. A natureza estonteante da Alemanha passa estranhamente despercebida

Don't let the name fool you, the Saxon Switzerland National Park is a German natural treasure.

Não te deixes enganar pelo nome, o Parque Nacional Saxon Switzerland é um tesouro nacional alemão.

Não tanto um facto como uma escandalosa omissão da lista dos tesouros conhecidos na Alemanha é a sua natureza. Entre as imagens típicas de prados verdes alpinos e as florestas densas da antiga Boémia, é fácil esquecer que a Alemanha tem realmente umas paisagens naturais impressionantes.

O Parque Nacional Saxon Switzerland é apenas uma entre várias maravilhas naturais, com a sua imponente ponte Bastel olhando sobre o rio Elbe e majestosos monólitos que fazem inveja aos seus parentes encarnados em Monument Valley.

10. Eles são fanáticos pelo futebol

A Black Yellow Army alemã ao rubro!

A Black Yellow Army alemã ao rubro!© Peter Fuchs

Para além de terem ganho o Campeonato Mundial de Futebol no ano passado com uma equipa considerada por alguns “a melhor equipa nacional que já existiu”, os fãs do futebol alemães têm passado belos tempos ultimamente.

O Bundesliga, a liga nacional da Alemanha, tem a média de visitantes mais alta de toda a Europa e os bilhetes rondam entre 12-35€ — muitas vezes apenas uma fracção do custo dos bilhetes da Premiere League Inglesa. É portanto cada vez mais comum ver viajantes entre os fãs do Borussia Dortmund vestidos nas cores da equipa que compõem a sua famosa “parede amarela”.

11. Amor fraterno? É uma questão de desporto

ténis-Adidas-factos-Alemanha

É a eterna rivalidade desportiva: és Adidas ou és Puma? © CarbonNYC [in SF!]

Ambas nascidas em Herzogenaurach, as duas marcas desportivas globais Adidas e Puma foram fundadas por irmãos da mesma família. Uma discussão devido a acusações de traição supostamente falsas durante a Segunda Guerra Mundial levou a que os irmãos Dassler nunca mais se reconciliassem e ambos acabaram por construir os seus impérios de produtos desportivos sozinhos. Isto é que é rivalidade fraterna.

12. Cerveja? Só se for limpa

Celebrando o nascimento da verdadeira cerveja durante o Oktoberfest!

Celebrando o nascimento da verdadeira cerveja durante o Oktoberfest!

Famosos por seguir as regras, terás, obviamente, dificuldade em encontrar uma cerveja que não seja feita de acordo com o “Reinheitsgebot”, uma lei de pureza que dita a sua produção.

Foi precisamente esta paixão que em 1903 levou a que alemães residentes no entreposto chinês de Qingdao construissem a Cervejaria Tsingtao logo à chegada. Dedicação à séria.

Embora o seu amor por este doce néctar não possa ser negado, a Alemanha está curiosamente em segundo lugar entre os países com maior consumo anual de cerveja per capita. A grande “Saúde!” é da República Checa.

Ler mais: 10 factos interessantes sobre o Oktoberfest

13. Eles inventaram as revistas!

 A história da Alemanha não estaria completa sem o nascimento da impressão tipográfica e da revista moderna.

A história da Alemanha não estaria completa sem o nascimento da impressão tipográfica e da revista moderna.

Tendo inventado a impressão tipográfica, os alemães também se sentiram provavelmente pressionados para estar à frente do mundo da publicação de revistas. Foi em 1663 que a revista de Hamburgo “Erbauliche Monaths Unterredungen” (Discussões mensais edificantes) se tornou na primeira publicação regular no mundo. E até hoje a Alemanha é considerada o pólo de uma das indústrias de revistas mais prósperas do mundo, por isso não te esqueças de apanhar uma ou outra.

À procura de mais informação? Testa-te com estes 14 factos incríveis que provavelmente desconhecias sobre a Finlândia, descobre as melhores feiras e lojas vintage para fazer compras em Berlim e depois descarrega o nosso guia de viagem GRÁTIS de Berlim, momondo places.