Prepara-te para o frio: as 6 melhores termas em Portugal

A viagem por algumas das melhores termas do país rasga Portugal de norte a sul e ainda dá um salto até aos Açores. Se estás a pensar relaxar, sem sair de território nacional, este artigo é para ti. Ah, espera: desliga os dados móveis do telemóvel, se faz favor! Isto é para descansares à séria.

Termas de Curia
Aproveita uma massagem relaxante nas Termas de Curia

Termas, águas termais, águas terapêuticas, águas que fazem bem a isto e aquilo. Sim, verdade: sempre que pensamos nesta categoria, lembramo-nos do turismo sénior e queremos fugir a sete pés. Mas, calma. Dá-nos uma oportunidade para te mostrar que podes descansar, aproveitar estas águas e, ainda, desfrutar de tudo o que está à volta. E é muito: natureza, cultura, gastronomia, vinhos e praias. Anda daí!

Villa Termal das Caldas de Monchique

Descansa a mente e o corpo neste resort do Algarve

Rodeia-te de Natureza e descansa a mente e o corpo neste resort do Algarve

Começamos a Sul. Este resort situa-se no coração da serra de Monchique, no Algarve. Natureza, muita, e as melhores condições para descansares a alma e o corpo deste ano louco de trabalho que tiveste. Há wifi, claro, mas se quiseres, deixa o smartphone de lado, desligado. Aliás, não: liga-o para instragramares o sítio. Terás vários motivos para o fazer. Além da oferta termal – bastante completa e com vários tratamentos e técnicas de relaxamento – terás tudo o que um resort oferece. Muito, portanto. Ora repara.

A outra grande vantagem da tua localização passa por poderes ir a para sul ou a para oeste e aproveitar as praias do Algarve ou da Costa Alentejana. São 30 minutos para um lado ou para o outro. Se desceres, segue em direcção a Portimão e aproveita o extenso areal da Praia da Rocha. Se fores para ocidente, diz olá às praias de Aljezur e Arrifana. Se és adepto do surf, encontraste o sítio ideal. Aproveita! Todos estes trajectos fazem-se em 40/45 minutos.

E, de repente, deu-te a fome, certo? Em ambos os locais, peixe fresco e grelhado é rei.

Termas da Curia Spa Resort

Repousa e aproveita as águas termais, e se te apetecer, dá umas tacadas de golfe, tudo sem sair do resort

Repousa e aproveita as águas termais, e se te apetecer, dá umas tacadas de golfe, tudo sem sair do resort

Damos um pulo até ao Norte do país e aterramos no Termas da Curia Spa Resort. Esta unidade hoteleira fica localizada no Parque da Curia juntamente com o Hotel das Termas – Curia, Termas, Spa & Golf.

Perfeito para repousares e aproveitares as águas termais para revitalizares o teu corpo, podes ainda mandar umas tacadas de golfe ao melhor estilo de Tiger Woods. Além disso, é possível andar de gaivotas nos lagos do resort, mexer as pernas com uma corrida matinal ou, se preferires, pedalar pelo parque com uma bicicleta. Não faltam opções.

A cidade do Porto situa-se a apenas 100 quilómetros de distância, pelo que recomendamos uma visita: come uma francesinha ou umas tripas à moda do Porto, visita a Fundação Serralves e não deixes de passar pela Livraria Lello, considerada uma das mais belas a nível mundial.

Depois, já sabes: regressa às Termas da Curia que te esperam umas águas revigorantes para recuperares da intensa vida urbana da Invicta.

Termas de Luso

Dizem os entendidos que, nas Termas do Luso, são três os pilares essenciais: termalismo, spa termal e medical center. Mais: estes serviços estão integrados no Grande Hotel do Luso, espaço com mais de 70 anos de história e projectado pelo arquitecto Cassiano Branco. O estilo e a elegância estão todos lá, nada se perdeu. E mais: tudo o que foi anteriormente dito está envolvido na esplendorosa Serra do Buçaco. Acredita, se não ligares o e-mail do trabalho, 3 dias aqui parecerão 3 semanas.

Se quiseres um pouco de vida urbana e intelectual, estás a 20 minutos apenas de Coimbra, cidade que alberga a mais antiga universidade do país – fundada em 1290. Perde-te nas ruelas da cidade, ouve fado, visita as ruínas romanas de Conímbriga e prova o leitão a caminho da zona da Mealhada. Não te preocupes com o desgaste no final do dia: as Termas do Luso recolocam-te a 100% num instante.

Verificar preços e disponibilidade

Termas da Ferraria

Não estamos fartos do continente, nada disso, mas achámos boa ideia apanhar um avião em direcção a São Miguel, nos Açores e aterrar nas Termas da Ferraria. Viajar até esta ilha é, por si só, motivo de regeneração natural, mas se a isso juntarmos a Ferraria, regressamos a casa preparados para mais um ano de trabalho seguido sem férias.

Estas termas, localizadas em Ferraria, estão integradas no Monumento Natural Regional do Pico das Camarinhas e Ponta da Ferraria, zona de protecção da natureza composta por diversas estruturas de origem vulcânica de enorme valor paisagístico e científico.

Porém, a sua riqueza não se esgota aqui: as suas duas nascentes de águas termais de origem vulcânica que aquecem as piscinas naturais de Ferraria e abastecem o complexo são apenas mais um aperitivo para aquilo que vais encontrar. A ver: descanso, águas quentes e terapêuticas, natureza e vista para o Oceano Atlântico.

O resto da história, já conheces: Lagoa das Sete Cidades, do Fogo e das Furnas e a cidade de Ponta Delgada são locais de visita obrigatória. Calma com o Instagram aqui. Dica gastronómica importante: prova o bolo lêvedo.

Vidago Palace Hotel

Vidago.outpool.2

Escondido numa floresta do Alto Douro, as termas do Vidago Palace Hotel prometem relaxamento com luxo

Imagina um palácio construído em 1910 com pompa e circunstância, escondido numa floresta do Alto Douro composta por pinho e cedro, e um quarto com tudo aquilo que tens direito à tua espera. Este é o cenário que vais encontrar no Vidago Palace Hotel, um espaço luxuoso a apenas 1 hora de distância do Aeroporto Sá Carneiro, no Porto.

Já o Spa, foi projectado pelo arquitecto Álvaro Siza Vieira: minimalista, linhas direitas e mármore branco. Perfeito para te esqueceres daquela reunião que vais ter na próxima 2ª feira ou, num cenário mais optimista, para iniciares o teu longo período de descanso, sem ouvir falar de emails, smartphones ou tablets. Ainda assim, caso pretendas – e sabemos que não te vais importar – tens wifi em todo o espaço. O palácio é do século XX, mas a Internet já aqui chegou.

A apenas 15 minutos deste hotel vais encontrar Chaves, uma cidade muito castiça. Coisas obrigatórias a fazer: subir a Torre de Menagem no Castelo de Chaves, visitar a Igreja da Misericórdia, atravessar a Ponte Romana de Trajano, caminhar pelo centro histórico e provar um Pastel de Chaves. Se quiseres algo mais consistente, senta-te num qualquer restaurante local e experimenta as várias especialidades locais. São várias, todas boas.

H2otel

E não há termas perto da Serra da Estrela, perguntas? Há, pois, mas deixámos para o fim. O H2otel situa-se em Unhais da Serra e mistura-se com o Parque Natural da Serra da Estrela. É, portanto, um hotel de montanha construído de raiz e integrado na paisagem.

Mas se é de termas que estamos a falar, vamos a elas: aqui situa-se um dos mais modernos centros termais do país. Chama-se Aquadome e é constituído por termas, um centro de fisioterapia, um local de terapias orientais e um conjunto de piscinas dinâmicas. Em suma, tudo aquilo que precisas.

Lá fora, à já citada Serra da Estrela, convém visitar o Miradouro da Torre – ponto mais alto de Portugal Continental com 2000 metros de altitude – a cidade da Covilhã e o seu centro histórico, o Convento de Santo António e as muralhas da cidade, mandadas construir por D. Dinis no século XIII.

Se a fome apertar, segue estas dicas infalíveis: queijo da serra, presunto e vinho do Dão.

Preferes logo trocar o Inverno pelo Verão? Viaja até ao Hemisfério Sul e aproveita as melhores ilhas do Pacífico Sul ou desfruta do clima ameno em Cabo Verde e visita as maravilhas naturais do país.