Surf em Portugal

10 spots imperdíveis que fazem de Portugal um paraíso do surf

10 spots imperdíveis que fazem de Portugal um paraíso do surf

Lugar ideal para o surf com um clima ameno e uma grande variedade de ondas, Portugal é um destino perfeito para surfistas de todas as habilidades. Se a ideia é uma “roadtrip” à beira-mar, vale a pena explorar estes notáveis pontos de surf. 

Sagres

Este é um “spot” de surf incrível, com ondas que tendem a ser melhores na Primavera, Outono e Inverno. Embora Sagres seja o epicentro da cena do surf algarvio, a zona oferece aos visitantes várias outras actividades interessantes por onde escolher. Paras fãs de mergulho e da diversidade da vida aquática, não dá para perder a Divers Cape, onde é garantida uma fantástica experiência de mergulho.

Passar pela Cape Cruiser também é uma boa opção: a empresa é especializada em observação de golfinhos e baleias. Já a Coastline Algarve oferece as melhores visitas por água e terra, com guias especializados que levam os visitantes a grutas recônditas e a praias escondidas na costa.

Arrifana – Costa Vicentina

Rodeada por falésias e a passos de uma pequena aldeia piscatória, a praia da Arrifana é um destino popular entre surfistas e bodyboarders. Além da costa estonteante e das boas ondas, os visitantes podem gozar de longos passeios pelos bosques verdejantes do Parque Nacional da Costa Vicentina.

Acessível tanto de carro como a pé, é uma praia tranquila e pacífica mas com ondas violentas e turbulentas: perfeita para o surf.

Praia do Amado – Costa Vicentina

Uma das melhores zonas de surf de Portugal graças às suas correntes fortes e ondas íngremes, a praia do Amado é regularmente anfitriã de competições internacionais e é muito popular durante o verão. É de fácil acesso e oferece amplo lugar para estacionamento, o que é perfeito para quem viaja de caravana ou tenciona passar o dia a apanhar sol ou a nadar em águas límpidas.

Praia de Carcavelos – Carcavelos

A apenas 24 km de Lisboa, a praia de Carcavelos é uma das mais populares e concorridas da cidade. Durante o Verão, o melhor é chegar o mais cedo possível para evitar a enchente e assegurar um bom lugar. As ondas, mais seguras, tendem a atrair muitos surfistas principiantes, por isso é bom perder tempo a ponderar o local e o horário.

À volta da praia há vários restaurantes e bares com menus baratos e boa comida. Carcavelos tem duches e casas de banho e, para uma pausa entre as ondas e o bronze, há campos de vólei e basket.

Ericeira

Uma vila piscatória a norte de Lisboa, a Ericeira tem vários bons locais de surf por onde escolher, como Ribeira d’Ilhas, S. Lourenço, Coxos, Pedra Branca ou a Foz do Lizandro. São praias, na sua maioria, sossegadas, e são um destino popular para surfistas, especialmente na época baixa.

Para fazer um intervalo da prancha e variar com o pé em terra firme, é seguir o caminho de 15 minutos até Mafra e experimentar a óptima pastelaria tradicional. Recomenda-se também pelo menos uma paragem numa das marisqueiras da vila, especialmente nas que estão mais próximas do mar.

Praia do Norte – Nazaré

A praia do Norte ganhou fama pelas suas ondas gigantes, especialmente depois de Novembro de 2011. Foi o ano em que Garrett McNamara surfou aquela que se viria a chamar a maior onda do ano pelas Billabong XXL Global Big Wave Awards, dando ao tempestivo e turbulento mar da Nazaré uma notoriedade internacional ainda maior.

O Miradouro do Suberco é um dos pontos de passagem, de onde se goza de uma vista panorâmica desobstruída da costa e do areal. A cozinha regional também não é de ignorar – e não vale ir embora sem provar umas belas sardinhas grelhadas ou uma caldeirada tradicional.

Peniche

As praias de Peniche ajudar a erguer a reputação de Portugal como a capital do surf europeu. A mais mítica é talvez a Supertubos, conhecida em todo o mundo pelas suas ondas poderosas, conhecidas por muitos surfistas como a “European Pipeline”. Quanto a sítios onde ficar, há parques de campismo e alguns hotéis entre Peniche e a praia do Baleal, além de casas e apartamentos para arrendar.

Uma vez por ano, a ASP World Tour leva competições a esta vila de outra forma discreta, trazendo centenas de pessoas de todo o mundo para testemunhar as impressionantes ondas de Peniche.

Praia do Cabedelo – Figueira da Foz

Distinta pelas suas dunas e vegetação selvagem, a Praia do Cabedelo é uma sossegada e simpática praia de família com bons acessos e uma impressionante vista sobre a cidade da Figueira da Foz. Bastante ventosa, reúne as condições ideais para o surf, mas pode tornar-se uma chatice para os visitantes frequentes – ainda assim, nada que não se resolva com um guarda-sol ou um corta-vento (disponível para alugar).

Espinho

Ao longo dos anos, Espinho tem-se tornado muito popular para quem quer passar uns dias ao sol. Com ondas severas e incessantes que assustam até o mais despreocupado dos turistas, foi construída uma piscina natural que oferece um lugar seguro para as brincadeiras de crianças. Espinho também tem um casino, caso apeteça lançar umas apostas depois de um dia a cavalgar as ondas.

Paúl do Mar – Madeira

Também conhecida como Ribeira das Galinhas, esta praia é calma e escondida, com ondas grandes, o que fez com que fosse escolhida em 2001 para receber o Campeonato do Mundo de Surf. É numa zona bastante remota da ilha da Madeira, por isso não há propriamente uma grande variedade de restaurantes e cafés. Mas a comida é maravilhosa, muito típica e bastante diferente do que é oferecido em Portugal continental. Não esquecer: provar o bolo do caco com manteiga de alho ou beber uma poncha com mel e limão.